18 julho 2016

Séries - Desperate Housewives

2259

Eu tinha acabado de assistir Breaking Bad e estava sem absolutamente nada em mente.

Acabei procurando no Netflix e como sugestão apareceu Desperate Housewives.

Se vc nunca assistiu, deve ter feito a mesma cara que eu fiz quando li a sinopse, mas mesmo assim desesperada acabei dando 10 minutos de confiança.

Esses 10 minutos passaram para 30 minutos e quando eu vi já tinha acabado o primeiro episódio.

Sobre a história, segundo descrição do Wikipédia:

Desperate Housewives foi uma premiada e aclamada série de televisão americana do gênero comédia dramática, vencedora de vários prêmios, incluindo o Globo de Ouro e o Emmy. A série foi criada por Marc Cherry, e transmitida na ABC entre 2004 e 2012.

“Em Wisteria Lane na cidade ficcional de Fairview, o tema da série é a vida de cinco amigas e donas de casa, durante as o dia-a-dia das mesmas. Com um ritmo descontraído, atraente e que em todos os episódios costuma prender a atenção do telespectador mesmo quando desperta gargalhadas, a série é até hoje, uma das mais populares e de maior audiência dos Estados Unidos, muitas vezes citada como o melhor seriado de comédia dramática de todos os tempos. O estilo da série combina com elementos de drama, comédia, mistério e novela.”

Eu não sei bem como explicar, mas as cores da série combinam tão bem com clima, que acabam embalando o telespectador. Tudo parece bonitinho, mas o nível de humor negro e sarcasmo são tão grandes, que é incrível.

Apesar de não gostar da premissa “donas de casa”, acabei assistindo todos os episódios porque gostei muito da evolução delas.

É uma comédia/drama que muitas vezes força a barra, mas da muito bem para engolir, é uma novelona bem charmosa na maioria do tempo.

São 8 temporadas com mais de 20 episódios cada, da para matar um bom tempo, até a maioria das séries regulares voltarem.

Desabafo – Minha visita a um péssimo profissional

Bem 2 semanas atrás eu queria muito cortar o cabelo, mas estava com muita pressa e como não tenho mais uma profissional de confiança, resolvi ir pertinho de casa pela praticidade.

O salão era bem charmosinho, mas reparei que sempre estava vazio, depois entendi o motivo.

A profissional é boa, cortou meu cabelo direitinho, mas era de uma extrema arrogância que se eu não precisasse muito cortar, teria ido embora sem fazer nada.

Pedi para lavar o cabelo com shampoo suave, tendo em vista que tinha acabado de pintar os fios na noite anterior, mas ela respondeu: Shampoo é shampoo, não existe isso!

Depois começou a falar que meu cabelo estava elástico, que iria quebrar e cair tudo rs.

Ri porque conheço meu cabelo, mudei muito de coloração nos últimos meses, passei majirel, alta moda, yamá e agora voltei para igora, ele ficou realmente “emborrachado”, porém sei também que com um bom arsenal em casa e um pouco de paciência, poderia consertar isso.

Já passei por 2 cortes químicos, tenho experiência prática, não me assusto mais assim.

Imaginei se fosse outra pessoa, poderia ter começado a chorar e aceitado todos os tratamentos que ela quisesse fazer.

Quando não quis fazer uma “nano cauterização” ela perdeu a paciência, percebi que tudo de ruim que poderia falar, ela estava falando. Eu já tenho produtos que confio em casa, produtos que apresentam um ótimo resultado, caso fosse para gastar com certeza gastaria com esses produtos ao invés dos sugeridos por ela.

Não entendam mal, acho que uma indicação profissional sempre é bem vinda, porém fico louca quando vejo uma pessoa, que apesar de querer mostrar que sabe tudo, na realidade não sabe tanta coisa assim. Fico com mais raiva ainda quando a pessoa faz isso com arrogância.

Ela cortou em menos de 20 minutos, eu não quis secar nem fazer nada, só me livrar logo daquilo!

Falou que o cronograma é coisa de marca que quer vender produto, que a Igora não presta, que a Joico só tem nome e não qualidade, repetiu 3 vezes que eu iria voltar desesperada porque meu cabelo iria cair todinho, entre tantas outras bobagens.

Não vou mais voltar naquele salão, fiquei tão irritada, que até fiz esse post.

Moral da história: Conheça seu cabelo, pesquise e teste produtos/métodos sempre, nunca engula tudo que te empurrarem. Tem muito profissional que é fera, outros mornos e alguns bem ruins no mercado, por isso tomem cuidado.

Não quero um profissional que sempre está feliz e sorrindo, entendo porque todos nós temos um dia ruim, mas a pessoa ser enjoada e arrogante não tem jeito.

Foi uma experiência tão negativa, que precisava desabafar!rs

11 julho 2016

Tentando usar o Light Poo Elseve (1° parte)

elseve light poo

Eu já comentei aqui que sempre fico devendo posts sobre low poo ou no poo.

Tenho cabelos muito oleosos, logo nunca me imaginei fazendo essas técnicas, porém vi tanta blogueira com cabelo misto elogiando o light poo da elseve que acabei me convertendo também e fazendo uma tentativa.

Não vou resenhá-lo ainda, mas queria contar minha transição e a sua difícil adaptação.

Primeiro comprei o bonitinho, na versão para cabelos coloridos e a primeira vez que usei me apaixonei por ele no banho, o cabelo ficou extremante macio e desembaraçado.

Mas quando secou, esse amor foi passando, meu cabelo ficou com pouco brilho e “estranho”.

Na minha segunda tentativa a mesma coisa no banho, porém quando secou ficou pior ainda, sem nenhum brilho e aparentemente sujo.

Isso acontece porque não estava fazendo direito, não adianta usar esse shampoo tudo em um, se depois eu acabo sempre usando qualquer creme de pentear ou máscara de tratamento.

Por isso pesquisei e descobri o meu erro, logo se vc é marinheira de primeira viagem como eu, não me engane. Não é só usar o shampoo e está tudo certo, precisa ter certo cuidado com os demais produtos utilizados.

Resumidamente, grosso modo:

Low poo: lavagem com shampoos que contenham agentes de limpeza leves, que não agridem os fios. Evitar petrolatos (como parafina, óleo mineral e vaselina).

No poo: abolir o shampoo, fazendo a “lavagem” chamada co-wash (condicionante). Evitar produtos derivados de petrolatos e silicones insolúveis.

Logo se quiser aderir ao “low poo” que a elseve chamou de light poo, precisa retirar da sua rotina os produtos derivados de petrolatos.

Eles podem aparecer da seguinte forma nos produtos:

Paraffinum liquid; Mineral Oil / Óleo Mineral; Petrolatum; Vaselina; Isoparaffin; C12-20 Isoparaffin; C13-14 Isoparaffin; Isododecane; Isododecene; Dodecene; Dodecane; Alkane.

Lista do site Ecycle.

Estou tentando novamente, me apaixonei por esse produto no pós coloração, já que sempre retiro a tintura com shampoo e ele foi ideal para fazer isso.

Agora no dia a dia, vou colocando aqui minhas etapas, porque a caminhada é grande, mas as vantagens são gigantescas.