05 março 2012

Testei: Tintura Yellow (a versão Brazuca da Alfaparf)

DSC02332


Como vcs sabem, estou ruiva e apesar de ter comentado tudo isso, ainda não havia feito a resenha da tintura.


Agora 10 dias após a primeira aplicação, já consigo saber se ela prejudicou o cabelo e como vai ficar a sua duração, por isso bora lá conhecer um pouco mais.


Sobre a marca


A Yellow é mais uma marca do grupo Alfaparf, que foi desenvolvida no Brasil (essa eu não sabia), especifica para nossas necessidades.


Seu "público alvo" são os jovens e conta com 7 linhas totalizando 130 produtos com preço competitivo para o mercado.


Custo x benefício


Achei bacana porque ela é uma tintura profissional e realmente tem um ótimo custo benefício, comprei no ikesaki e paguei 17 reais a tintura com embalagem de 100 ml e a oxigenada com 150 ml por aproximadamente 4 reais.


Ou seja, no total uma tintura profissional saiu R$ 21, que dependendo a quantidade de cabelo pode ser usada 2 vezes.


Passei tudo porque era a primeira vez que estava usando a nova cor, mas como rende muito no retoque de raiz vou usar apenas a metade (na embalagem vem marcado tudo direitinho), já que a quantidade de produto é praticamente o dobro das outras tinturas (o tubo normalmente vem com 60 ml).


Então cada aplicação sai por volta de R$ 10, por isso muitas vezes brinco que um produto aparentemente mais caro que os outros na prática pode sair mais em conta, principalmente se analisarmos que é profissional ao invés de comercial.


Estado do cabelo


Como sempre comentava no blog meu cabelo estava muito descolorido e com tintura, por isso tudo que passava desbotava rapidamente, muitas loiras já devem saber sobre a tal despigmentação que ocorre nos fios (nada mais penetra o suficiente para durar).


Tenho certeza que se tivesse usado qualquer tintura (não importa a marca) "comercial ou de caixinha" teria desbotado na primeira lavagem, por isso precisava algo forte com uma qualidade bacana, pois como a maioria já sabe o pigmento vermelho é o mais complicado que existe nas tinturas.


Aprendi com a Carla do Eu Amo Cabelo, que ele é assim porque as moléculas do pigmento vermelho são maiores e para penetrarem mesmo nos fios ao invés de só tingirem superficialmente, exigem uma abertura maior das suas cutículas. Inclusive por isso ressecam mais, já que geralmente as cutículas não conseguem "fechar" da forma que estavam antes, para saber mais é só clicar aqui que está o post que ela explica isso.


Sobre a cor


Sai de casa sem a menor noção de que marca encontraria, eu só imaginava que precisava de uma tintura loira com final 4, que é o acobreado.


Para minha surpresa fiquei completamente perdida, pois o 4 na nossa tabela é sim o acobreado, mas muitas marcas não seguem essa numeração. Por isso vale ficar com os olhos abertos, a Schwarzkopf considera o 4 como bege, assim como a L'oreal que entende que o 4 é o vermelho (puro) então só sobrou a Alfaparf mesmo para essa cor.


Como agora o loiro acobreado virou febre, a sua tintura mais conhecida estava em falta, por isso tentei a Yellow mesmo que possui um acobreado mesmo só que muita gente reclama que ele é alaranjado demais.


Aplicação


Foi muito simples, misturei a oxigenada com a tintura e a sua textura é bem consistente, facilitando muito a sua aplicação.


Ela tem um cheiro médio de tintura, mas não achei muito forte e o melhor de tudo é que não embaraçou o cabelo, por isso conseguia pentear facilmente.


Como tintura, cumpriu tudo que prometeu na embalagem, já que protegeu os cabelos durante o processo químico de coloração (não deixou os fios ásperos), evitou a desidratação (não ressecou) e garantiu maior durabilidade da cor como vou explicar a seguir.


Duração


5


Na hora assustei, pois ela ficou roxa e quando retirei o cabelo ficou bem mais avermelhado/alaranjado do que eu esperava, como mostrei aqui.


Mas meu cabelo estava bem loiro, por isso assim como quem tem cabelo branco já pode esperar, a tintura pega que é uma beleza.


Ela durou muito bem no meu cabelo, sei que só usei 10 dias, mas posso afirmar isso porque:


-Em primeiro lugar, como comentei antes meu cabelo está despigmentado, logo tudo que usava durava em média 3 lavagens;


-Nesses 10 dias como queria desbotar para ficar um loiro acobreado, ao invés de um cobre claro como estava, usei em todas as lavagens um shampoo anti resíduos.


Não recomendo ninguém fazer isso, acaba mesmo com o cabelo, mas eu precisei porque não estava acostumando inicialmente com a cor nova.


Agora chegou na cor que eu queria, mostrei aqui, por isso parei de usar esse shampoo e estou mantendo com produtos específicos para cabelos tingidos.


Se não tivesse usado anti resíduos, com certeza meu cabelo estaria com a cor bem forte ainda, como todo mundo sabe esse ruivo é "difícil de pegar" mas achei que a duração dessa tintura é ótima mesmo com ele.


Agora estou convencendo cobaias aqui de casa para usarem a mesma tintura, mas cada uma com a sua cor mesmo, vamos ver como ela vai reagir.


Conclusão


Não resseca os cabelos, mesmo no dia da tintura eles ficam com uma aparência super saudável, não embaraça (por isso não quebra), deixa o cabelo com muito brilho e principalmente dura bastante (quem quiser desbotar a cor como eu, irá sofrer um pouco, mesmo com muito anti resíduos foi difícil).


Tudo isso com um preço super em conta, já que a dupla sai em média R$ 20 e dependendo a quantidade de cabelo (ou se for só retoque de raiz), dá para usar 2x já que a embalagem é bem maior que a convencional.


Sinceramente achei que valia o post porque é uma tintura que não encontramos com facilidade, mas a sua qualidade é excelente, vou até procurar outros produtos dessa linha para testar.


Não sei se vou manter essa tintura porque ficou bem alaranjado no começo, talvez use com oxigenada mais fraca ou então diminua o tempo de pausa, mas isso é problema que estou encontrando com a cor e não com a tinta.


Realmente aprovei a yellow, achei que vale a pena conferir na tabela as suas cores para quem está cansada da sua tintura atual, tem uma ótima qualidade com um preço bem acessível.