Cabecalho

26 junho 2012

Séries: Homeland a melhor estreia da temporada


homeland-showtime-claire-danes-daniel-lewis-600x300

Quem aqui gosta de seriados sabe que estamos passando por uma crise de abstinência, esse mês a coisa fica feia para o nosso lado, já que poucas séries estão sendo exibidas.


Por isso semanalmente assistimos um volume de episódios que em outros períodos do ano seria o equivalente a apenas 1 dia, então pode ser uma boa hora para assistir aquelas séries que nem demos muito valor quando começaram, para colocar os episódios em dia.


Foi assim que comecei com Homeland, apesar de várias indicações e críticas positivas não me convenceu no primeiro momento, mas depois foi amor desde o primeiro episódio.


Na minha opinião foi a melhor estreia da temporada, uma série que me acompanhou no período gripe, deixando a fase remédios/cama/coberta bem mais interessante.


Ela é baseada na série israelense Hatufim, exibida nos Estados Unidos na emissora showtime e no Brasil transmitida pelo FX, que inclusive anda fazendo maratonas com a série (para quem não gosta de baixar).


O ponto fundamental da série é o seguinte, não assista "picada", acompanhe desde o primeiro episódio na ordem correta senão vc não entende nada (é muito rápida).


Segue a sinopse: Em Homeland, um soldado americano a quem acreditavam ter sido morto no Iraque volta depois de oito anos de seu desaparecimento. Mas, depois de sua volta para casa, surgem suspeitas a respeito de ele ser realmente um herói americano ou parte de uma célula adormecida que planeja um ataque terrorista.


Quem "desconfia" desse retorno é Carrie (Claire Danes), uma oficial de operações da CIA que depois de uma dica de um informante fica obcecada pelo soldado, tentando montar esse quebra cabeça apesar de muitas vezes se questionar se isso é fato ou loucura já que sofre de uma séria doença psiquiátrica.


O que é muito legal na série é que cada episódio pensamos e desconfiamos de alguém, quando imaginamos ter matado a charada, percebemos que ainda faltam muitas peças para serem desvendadas.


Por ser tão surpreendente prende a nossa atenção, dá para devorar os 12 episódios um atrás do outro, sem ao menos cansar.


Pelo que escrevi deu para perceber que adorei, não? Já não vejo a hora de começar a 2 temporada, mas como vai demorar um pouco o jeito é aguardar.


Quem ainda não viu não perca essa chance, muitas séries novatas começaram nessa temporada, mas nenhuma chegou aos pés de Homeland.