Cabecalho

23 agosto 2012

Como cuidar: O que é e como fazer a umectação capilar

óleo e manteiga vegetal
Hoje resolvi escrever sobre a umectação que é tão famosa, mas muita gente ainda tem dúvida, então vou colocar aqui o meu ponto de vista sobre o assunto.


É um processo que possui várias técnicas então em cada lugar indica uma forma e produtos diferentes, por isso vou bater o pé e colocar como faço, mas dando outras alternativas.


Para começar vou contar o que estava acontecendo com meu cabelo, ele era liso só que depois de tanta tintura e descoloração começou a aumentar o volume, a anta aqui caiu no papo de um "profissional" e fez escova progressiva.


O cabelo ficou lindo e voltou a ser o que era então fui fazendo, até que uma hora principalmente as pontas abriram o bico, mas não vou ficar de mi mi mi sobre isso porque vcs já não devem aguentar mais esse assunto aqui.


Depois de muita plástica capilar e produtos para selar as cutículas ele melhorou, junto com o cronograma já era quase outro cabelo, porém as pontas ainda sofrem de "abstinência" da EP (comentei no início que cai no papo porque vejo hoje em dia que nunca era para ter feito isso, selagens e cauterizações já iriam fazer o cabelo voltar, sem precisar passar por isso que passo agora).


Como já cresceu bem, tenho só 6 dedos de cabelo estragado, por isso comecei a fazer a tal umectação que nunca me cheirou bem porque tenho cabelos oleosos.


Já comentei sobre ela aqui, mas faltava contar um pouco da minha experiência, porque agora posso afirmar que estão quase normais.


A umectação de verdade é feita com óleos e/ou manteigas vegetais, que são aplicados no comprimento e pontas dos cabelos dando um tempo de pausa possível (cada uma precisa sentir o que o cabelo precisa tem gente que deixa 1 hora e outras que dormem com o óleo), seguida de lavagem.


Como sou exagerada preciso aplicar antes de dormir, quando vou lavar sinto o cabelo "encapado" logo imagino que está mais protegido e assim aos poucos principalmente as pontas foram melhorando.


A quantidade do óleo é essencial nessa hora, aqui não vale exagerar, antes sempre um pouco do que muito de uma vez só.


Não posso colocar que é x ou y porque varia com a quantidade de cabelo, mas normalmente sugiro que 5 a 6 gotinhas, já dão conta do recado.


Faço a umectação normalmente antes da hidratação, mas isso é o meu gosto, muita gente segue com uma nutrição (no meu cabelo pelo menos se faço isso pesa).


Simples assim, sem nenhum mistério o cabelo está mais protegido e repõe os nutrientes necessários para se manter saudável.

DSC05522
Agora a grande dúvida é sobre o que usar?


A umectação com óleo e/ou manteiga vegetal é bem mais potente, normalmente esse tipo de óleo é "mais pesado" que os comerciais que acompanham silicone, no caso da manteiga eu sugiro só fazer essa mistura se o cabelo realmente está precisando porque ela é incrivelmente mais potente que o óleo sozinho (só precisa derreter antes a quantidade que será aplicada).


Esses óleos e manteigas são fáceis de achar em casas que trabalham com produtos naturais ou para fabricação de cosméticos, o melhor de tudo é que esses produtos para umectação são muito baratos a média de cada óleo é de R$ 5 (100 ml) e a manteiga R$ 8 (100 g), inclusive comprei na Sabão & Glicerina sem nem sair de casa.


Agora quem não quiser comprar, vale o aviso que até azeite é óleo vegetal, embora eu tenha testado e não gostado do resultado rs.


Se vc quiser fazer a umectação com os óleos que já tem em casa procure aqueles mais puros possíveis, sem óleo mineral e silicones indissolúveis, pois esses ativos impedem a total penetração do óleo no fio.


Muita gente afirma que desse jeito não é umectação, eu já sou da política do vale quase tudo, mas recebe a denominação de pré shampoo.


O resultado não é o mesmo, mas acho que mesmo assim vale a pena, porque o que não adianta é não usar nada.


Quem está na dúvida se deve começar ou não a fazer eu sugiro que pegue um óleo (com a moda do argan é praticamente impossível não ter pelo menos um) e passe principalmente nas pontas caprichando dessa vez na quantidade, deixei um bom tempinho depois retire lavando bem os fios, se o cabelo responder bem corre atrás de um vegetal que o resultado é infinitamente melhor.


Inclusive já estou até trocando aqui em casa os reparadores de pontas pelos óleos vegetais, no dia a dia eles já dão conta do recado, só não possuem um cheiro muito agradável (mas se dosar bem a quantidade acabamos nem sentindo).


Agora a grande polêmica que está rolando com a umectação é sobre o óleo extraordinário da elseve, a marca divulgou no início que poderia fazer, mas agora notei que trocaram o nome para o tal pré shampoo, ele não contém óleo mineral, mas possui silicones então testando achei que o resultado não foi tão potente, mas por ser um óleo bem leve não vejo o menor problema em fazer dessa forma para cabelos menos danificados.


Sei que muita gente deve estar lendo isso pensando que estamos no tempo da vovó, principalmente com tantos produtos capilares ficar passando óleo e derretendo manteiga vegetal pode não ser tão atraente, mas como quem já sofreu muito com as pontas posso garantir que é eficaz.


Uso essa manteiga de cupuaçu porque era a única disponível na loja, como comentei que tenho cabelo oleoso o resultado com ela não é dos melhores porque pesa muito, por isso misturo manteiga + óleo apenas 1 vez por mês.


A minha mãe que tem cabelo seco está usando essa misturinha praticamente todos os dias, coloquei em um pote um pouco da manteiga derretida com o óleo e quando secou/enrijeceu ficou com a mesma textura de uma pomada capilar.


Já o óleo escolhi o de rícino (mamona) porque é o mais elogiado no grupo do cronograma e tem toda a fama que merece, segundo a descrição "é rico em ácidos graxos e atua como um umidificante (absorvendo para si própria a umidade do ambiente), além disso deixa o cabelo mais encorpado, estimulando o crescimento, ajuda a eliminar as pontas duplas e dá balanço".